Área de concentração e Linhas de pesquisa

Área de concentração

Produção do espaço e ambiente nas fronteiras da Amazônia Sul Ocidental 

Descrição: 

A área de concentração visa focar sua base fundamental na apreensão do espaço geográfico, visto como produto geo-histórico da construção humana com/sobre a natureza em áreas de fronteira(s) diversa(s). Assim, partiu-se do pressuposto de que a produção do espaço provém da condição inter-relacional em que se realiza a vida socioambiental perante a formação socioespacial engendrada. São, por isto, estes processos contraditórios e complementares das ações humanas que produzem o espaço real, sob as lógicas estratégicas das forças hegemônicas e, das resistências à estas forças motoras que fomentam a dinâmica da realidade em sua totalidade. É nisto que se faz sentido tratar a Geografia da Amazônia Sul Ocidental sob a ótica de muitas fronteiras, apesar do caráter espacial de ser/estar em uma faixa de fronteira política internacional importante, no coração da América do Sul. São nestas condições que as ações humanizadas, produzem sua existência na relação metabólica com a natureza, constroem seus territórios como espaço de exercício, domínio e alteridade sobre a superfície terrestre, nestes rincões centrais da Amazônia Internacional. 

Neste sentido, se expressa o conceito de espaço como concretude das realizações humanas/sociais materializadas em dinâmicas reconhecidas por inter-relações: Econômicas, nas quais são articuladas a possibilidade de geração, controle e disputas pelas riquezas;  Sociais,  por onde a sociedade se põe contraditoriamente como força produtora, dominadora e dominada no processo; Políticas, que  no âmbito da gestão e disputas de interesses de grupos hegemônicos e subalternos geram padrões de exploração, embates e resistências; Ambientais, pelas quais se articulam processos de inserção/disputa da natureza no âmbito do uso  e das práticas sociais que se colocam sobre ela; e, Culturais vistas nos processos da formação identitárias que se constituiu historicamente, tencionando racionalidade & espontaneidade, nas manifestações de resistências por valores éticos e morais acumulados  ao longo de gerações. 

Ademais, salienta-se que por estar em áreas de fronteiras nesta escala da Pan-Amazônia, esta localização nos dá um significado fundamental, pois possibilita trazer para o cerne das pesquisas e discussões a vinculação das bases geopolíticas postas, como forma instrumental de apreensão da realidade atual na fronteira Amazônica Centro Sul Ocidental. Nisto se pode apreender que o conceito de fronteira será visto como algo amplamente diverso, compondo a condição de ser “fronteira de muitas e outras coisas” (política, econômica, cultural, identitária, entre outras), exigindo-nos então, tratar de “fronteiras” e não simplesmente de uma “fronteira”.  

Para dar conta dessas características, o Programa se estrutura em duas linhas de pesquisa que subsidiarão a efetivação da referida área de concentração, sendo: 1) – “Análise da dinâmica socioambiental”; 2) – e “Territórios, identidades e trabalho”. 

Desta forma, pretende oferecer regularmente uma turma por ano no Curso de Pós-graduação em Geografia, em nível de mestrado, gerando pesquisas que respondam estas lacunas da produção dos conhecimentos na UFAC e na região; e, ao mesmo tempo, abrir caminhos para formação dos egressos da área de Geografia, perante o acúmulo dos tempos de graduados, considerando desde a institucionalização do ensino e do fazer geográfico no estado do Acre, acerca dos quase 40 anos já transcorridos.  

Linhas de Pesquisa

1 – Analise da dinâmica socioambiental 

EMENTA: Análise da dinâmica socioambiental em ações interacionais da sociedade e natureza. Dinâmica natural a partir da formação geológico-geomorfológica/climática/biogeográfica, nesta faixa de fronteira Amazônica Sul-Ocidental, tanto na apreensão de processos sociais sobre a natureza e vice-versa. Os efeitos sociais e ambientais gerados pela incorporação da Amazônia Sul Ocidental em circuito de grandes obras infra estruturais e projetos da economia mundializada, correlacionando-os aos aspectos de causaefeito intrínsecos às características físicos-ambientais regionais específicas. Aportes teóricos, processuais ou sistêmicos integrados envolvendo: análise de recursos hídricos e planejamento ambiental de bacias hidrográficas; problemas socioambientais rurais e/ou urbanos; análise de uso e ocupação da terra e seus efeitos; uso e dinâmica de alteração do relevo, solos, clima e ambientes biogeográficos amazônicos; efeitos socioambientais agrários da ocupação atual da Amazônia. 

Professores vinculados à linha de pesquisa:

Cleilton Sampaio de Farias

Elder Andrade de Paula

Karla da Silva Rocha

Silvio Simione da Silva

Waldemir Lima dos Santos

Disciplinas vinculadas à linha de pesquisa

Obrigatórias (comum as duas linhas): 

Teorias sobre Produção do espaço

Teoria e Métodos da Geografia

Metodologia da Pesquisa em Geografia Estágio docência

Eletivas:

Estado e sociedade na Amazônia 

Geotecnologia aplicada a Análise da dinâmica socioambiental

A questão agrária na Pan Amazônia 

Política Ambiental e Gestão de Áreas Protegidas na região de fronteira da Amazônia

Dinâmica Hidrogeomorfológica em Ambiente Amazônico

T.E – Tópicos Especiais em Geografia (comum as duas linhas) 

2 – Territórios, identidades e trabalho

EMENTA: Reestruturação produtiva do capital e ordenamento territorial; o papel do Estado e impactos no mundo do trabalho. Dinâmicas territoriais amazônicas, disputas e conflitos pelos bens naturais entre capital, trabalhadores urbanos e rurais, camponeses, populações indígenas e tradicionais. Abordagens sobre os conceitos de território, trabalho, identidade, memória e suas aplicabilidades na perspectiva geográfica. Produção agroindustrial, dinâmicas ambientais e laborais. Grandes projetos hidroenergéticos, de integração regional e seus impactos. Migração e mobilidade do trabalho. Conflitos territoriais, movimentos sociais e resistências. Disputas da construção identitária. Relação entre memória e identidade. Relações de disputas em torno da memória coletiva e das identidades.

Professores vinculados à linha de pesquisa:

Ariovaldo Umbelino de Oliveira

Carlos Estevão Ferreira Castelo

José Alves

Karina Furini da Ponte

Lucilene Ferreira de Almeida

Maria de Jesus Morais

Disciplinas vinculadas à linha de pesquisa

Obrigatórias (comum as duas linhas)

Teorias sobre Produção do espaço

Teoria e Métodos da Geografia

Metodologia da Pesquisa em Geografia

Estágio docência

Eletivas

Agricultura e capitalismo na Amazônia

Geografia do trabalho e conflitos territoriais na Amazônia 

Produção do espaço amazônico 

Processos de Urbanização na Amazônia

Estado, espaço e políticas educacionais na Amazônia

Economia política e desenvolvimento regional amazônico: saberes compartilhados

Fronteiras, Territórios e Identidades

T.E – Tópicos Especiais em Geografia (comum as duas linhas) 

Publicidade